LiveZilla Live Help

7 maneiras de deixar o site do seu negócio recorrente mais seguro

Segurança é fundamental para tudo na nossa vida, não é mesmo? Seja colocando um alarme na sua casa ou no seu carro, até na hora de criar um site.

Até porque, você vai estar lidando com clientes de todos os cantos do país e, dependendo do negócio, do mundo todo. Esses clientes confiarão os dados para o seu site, como número de identidade, CPF, cartão de crédito e outras informações pessoais.

Para dar a segurança necessária para os usuários, algumas precauções são necessárias. Elencamos 7 dicas importantes para deixar o seu negócio de pagamento recorrente mais seguro.

1. Tenha um certificado SSL

Security Socket Layer é o certificado que vai garantir o anonimato das informações pessoais do seu cliente. Isso é extremamente importante para um e-commerce. Os usuários irão realizar compras no seu site e serão obrigados a colocar dados pessoais, como o número do cartão de crédito, para fazer pagamentos online.

Tendo um certificado SSL – aquele cadeadinho que fica do lado do nome do site – vai deixar a situação muito mais segura. Esse certificado impede que hackers e vírus (também implantados por invasores) modifiquem os dados e peguem informações que deveriam ser confidenciais. E se isso acontecer, você perde clientes, credibilidade e muito dinheiro.

Alguns serviços de hospedagem de site possuem esse certificado e oferecem por um preço. A Hostinger, empresa de hospedagem de sites mundialmente conhecida, oferece planos onde o certificado já vem instalado gratuitamente. É um ponto que conta muito para um e-commerce. Confira SSL: O que é, para que serve e como instalar.

Conheça os três tipos de SLL
Existem tipos de certificados que garantem a segurança para determinados tipos de sites. De acordo com o negócio que você comanda na internet, alguns podem ser suficientes, mas outros não.

Validação de domínio
Esses certificados são os mais básicos. Eles conferem a validade do domínio – em outras palavras, o nome do seu site. Mais baratos que os outros certificados, são usados pela maioria dos sites por cumprirem as demandas necessárias.

Validação da organização
Esse tipo de certificado conta com validação de informações empresariais, portanto é mais utilizado por sites com tráfego mais intenso e mais informações pessoais sendo trocadas.

Validação Estendida
De todos os três, esse é o mais usado pelas empresas, pois vai garantir toda a segurança necessária. Além de todas as comprovações empresariais de responsabilidade nas informações sigilosas dos clientes e usuários, verificações minuciosas também são feitas.

2. Não deixe de utilizar criptografia

Criptografia nada mais é do que um conjunto de regras que codifica a informação de forma que só o emissor e o receptor consigam decifrá-la. Diversas técnicas são usadas para isso. Mas para que serve a criptografia na segurança de um site?

Com a ajuda da criptografia, você pode proteger todos os dados confidenciais que ficam no seu computador, como algum arquivo com senhas e projetos. Além disso, é possível criar uma pasta específica na sua área de trabalho, onde tudo que for salvo é automaticamente codificado, impossibilitando qualquer pessoa de entrar.

E o mais importante para quem possui um negócio recorrente: a criptografia protege todos os tipos de transações bancárias feitas dentro do seu site.

3. Conquiste o PCI Compliance

Você sabe o que significa esse termo? Antes de explicarmos, precisamos falar que fraudes com cartões de crédito acontecem o tempo todo no Brasil e no mundo. Isso acontece quando as informações do cartão são roubadas (validade, código de segurança e número) para fins lucrativos, ou seja, compras em e-commerces.

E é aí que entra o PCI Compliance, uma das maiores certificações de segurança do mundo. É um padrão de segurança voltado para empresas e indústrias de cartões de créditos. Esse certificado vai garantir a segurança durante o uso dos dados de cartões em compras feitas dentro de algum site.

Tendo esse certificado, estabelecimentos e consumidores estão salvos de fraudes relacionadas ao compartilhamento de dados de cartão. Empresas que não agem de acordo com as normas estão sujeitas a multas e podem até perder o certificado.

Ao consumidor, não restam desconfianças, já que com este certificado ele permanece na mesma página durante todo o processo de pagamento. Sem precisar trocar de ambiente, o pagamento fica mais seguro.

4. Sempre salve os seus dados

Isso significa fazer backup de todos os seus arquivos. Já imaginou que, por algum imprevisto, aconteça algum problema e você perca alguma modificação que foi feita dentro do site? Ou até mesmo perder o site inteiro e você ter que criá-lo do zero. Isso vai fazer com que você perca clientes e dinheiro.

Portanto, faça backup regularmente dos seus arquivos através do painel de controle. Se preferir, existem planos em empresas de hospedagem de sites que realizam backups diários sem que você se preocupe com essa tarefa, garantindo todos os dados e arquivos da sua página.

5. Tenha cuidado com as senhas

Parece uma dica banal, mas colocar uma senha segura para acessar a parte do painel de controle do seu site é muito importante. Certifique-se de colocar uma senha difícil e atualizá-la com frequência.

E, obviamente, evite compartilhar esta senha com amigos e familiares. Também procure não acessar a área administrativa do site em outros computadores não confiáveis, pois a chance de ter algum tipo de vírus para hackear o seu site é muito grande.

Você pode criar senhas seguras usando o gerador de senhas da própria empresa de hospedagem de sites que você contratar, o que torna a situação muito mais segura.

6. Gerencie bem as permissões de usuários

Certifique-se também de que as outras pessoas que trabalham dentro do site estão tendo o mesmo cuidado. Alguns sites precisam de um número alto de pessoas com permissões para acessá-los, a fim de fazer alterações ou quaisquer outras atividades dentro da página.

E lembre-se, cuidado com as permissões de usuários. Não são todas as pessoas que trabalham dentro do site que precisam ter acesso geral. Coloque restrições e fique seguro em relação a isso.

7. Sempre atualize seu software

É um pouco chato ficar atualizando os softwares do seu site, mas acredite, é necessário. Não adie essas atualizações por preguiça. Elas são essenciais para a segurança do seu site e diminui o risco de invasão de crackers.

Verifique no painel de controle atualizações de plugins, WordPress ou qualquer outro tipo de CMS que você utiliza dentro do seu site e realize esses upgrades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *